Associação de Professores(as) de Filosofia e Filosófos(as) do Estado de São Paulo

Boletim informativo Nº 3 de 2015

As greves estaduais dos professores desempenham um papel pedagógico fundamental nesse momento polarizado entre o continuísmo governamental e o retrocesso fascista. Ao pautar a conjuntura, a educação chama atenção para a falta de prioridade e investimento neste setor, politiza e supera o debate conjuntural maniqueísta e aponta o caminho para a superação do anacronismo estrutural, das desigualdades sociais, contribui com as reflexões filosóficas, redefinindo o papel das ciências humanas diante das novas tecnologias, da mesma forma que enfrenta o Estado leviatã e a formação espartana dos membros do aparato repressivo do estado.

O massacre aos professores no Paraná, em Goiás, a criminalização de professores em São Bernardo do Campo, a prisão de um professor na Assembleia Legislativa de São Paulo, os tiros contra professores no comando de greve na zona leste e a morte de um professor grevista dentro do ônibus após manifestação, quando retornava para a cidade de Diadema em São Paulo, repõe a necessidade do aprofundamento e debate sobre o papel da Filosofia Política ao longo do processo histórico, seu caráter partidário e de classe no contexto histórico, a partir das lutas de enfrentamentos e resistências.

CLIQUE AQUI PARA LER O BOLETIM

André Sapanos

Secretário adjunto de Comunicação

Aldo Santos

Presidente APROFFESP

© 2012 APROFFESP. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Please publish modules in offcanvas position.